Não há quem me reconheça […] ninguém que por mim se interesse… A ti clamo, SENHOR, e digo: tu és o meu refúgio (Salmos 142.4-5)

Um jovem motorista norte-americano foi encontrado morto ao lado de seu carro. Ele havia entrado numa situação tal que precisava de ajuda, mas ninguém que passava por ali se preocupara em parar. A polícia encontrou um bilhete que ele havia escrito: “Não posso aguentar este frio, e todos passam de largo”.

Não há hoje em dia muita gente em situação idêntica? O próprio fracasso é não raro a razão do estado de abandono e desesperança dessas pessoas ou, por outro, a conduta delas é egoísta e intolerante. O que se pode fazer? Não há resposta?

Davi, o conhecido salmista, achava-se numa situação desesperadora quando escreveu as palavras dos versículos acima. Ainda que tivesse consigo alguns seguidores fiéis, eles não podiam afastar o seu sentimento de abandono. Mas Davi achou a resposta para a sua necessidade. Ele diz: “A ti clamo, SENHOR, e digo: tu és o meu refúgio.” Que palavras poderosas! Havia alguém olhando Davi, e isso também se aplica a todos que hoje se sentem sós. Este texto é um sinal desse cuidado de Deus: Ele está pensando nas pessoas em condições semelhantes.

Como estão indo as coisas? É a pergunta que fazemos. Comece a ler a Palavra de Deus, a Bíblia. Nela você vai aprender os caminhos de Deus com homens e mulheres. Deus está interessado no estado de sua alma. Ele tem um plano para sua vida. Fale com Ele em oração! Se você sente que há obstáculos impedindo-o de se aproximar Dele, Ele os removerá perdoando-os, se você genuinamente desejar.

Pastor Edvaldo José Gonzaga de Melo
Pastor Presidente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.